segunda-feira, 4 de julho de 2011

Assembleia estadual dia 6 de julho, às 14h, na Passarela Nêgo Quirido, em Fpolis

A assembleia estadual do SINTE/SC está confirmada para 4ª feira - 6 de julho - às 14h, na Passarela de Samba Nêgo Quirido, em Florianópolis.
Após a assembleia, os trabalhadores em Educação fazem uma grande caminhada pelas principais ruas da capital catarinense, passando pela ALESC, SED e finalizando o ato na frente do TICEN.

19 comentários:

  1. Caros colegas:
    1º- Se esse governo fosse honesto, no primeiro mês de governo já deveria ter conversado com os representantes do magistério.
    2º- O que ocorreu hoje foi negociar regência e hora atividade, DIREITOS INEGOCIÁVEIS, pois são direitos adquiridos há muitos anos. O encontro foi desfocado que é o PISO SALARIAL NA CARREIRA.
    3º- Se o governo protelou até agora, vocês acreditam que haverá grupo de trabalho? E Para quê? Se o governo já perdeu em 02 investidas contra a Lei Federal (acreditam em papai noel)?
    4º- A greve, último recurso, já que nessas últimas semanas recusou-se a conversar com a categoria, é pela LEI DE APLICAÇÃO DO PISO NACIONAL NA CARREIRA, e não outras misérias aquinhoadas ao longo dos anos com muita luta e dignidade pelos professores.
    5º- De acordo com a metáfora do jardim, o governo é a erva daninha que tenta sufocar as flores que florescem (professores e alunos com motivação ímpar).
    6º- Não adianta o governo querer parcelar misérias que não aceitaremos nas Assembléias Regionais e Estadual.
    7º- Os colegas que não conseguem combater o bom combate, pensem que legado deixarão às próximas gerações incluindo as proles de alguns deles?
    8º- Nós ultrapassamos as fronteiras da luta pelo Piso Nacional e outras solicitações, mostrando à sociedade catarinense para onde estavam sendo DESVIADOS RECURSOS DIRETOS PARA A EDUCAÇÃO em nosso estado.
    Se as leis funcionam neste estado e neste país, o governo atual deve receber intervenção federal, já que as contas do governo anterior não são recomendadas sua aprovação pelo TCE. Algo de muito ilícito ocorre nas contas do governo estadual envolvendo a "plêiade" do executivo, legislativo e judiciário!!!!! Quem pode agir honestamente para se redimir e dar o bom exemplo?
    O povo ordeiro e labutador catarinense (classe do magistério) não pode ser alcunhado de salafrário!!!!
    9º- Já observaram que o governo empurra com a barriga para tirar proveito das discussões entre nós tentando enfraquecer o movimento? Vocês lembram dos "CARAS PINTADAS"? A maioria de nós é dessa época. Onde estão ficando a garra, disposição, politização, conhecimento de causa, e sabemos onde está o dinheiro surrupiados da classe!?
    10º- Se nós iniciamos uma luta com um objetivo claro e coerente (que as leis sejam respeitadas, e cumpridas!), o porquê de recuarmos agora? Porque jamais haverá reaglutinação e "ficarmos em estado de greve", isto não existe na prática.
    11º- Mesmo com a máquina e a mídia na mão (isto pode ser interpretado como improbidade administrativa), o povo catarinense sabe que há recursos. O governo não os paga por intransigência ("dê o poder a um homem e lhe direi quem é"), inconsequência, inoperosidade, habilidade, humildade e acima de tudo honestidade.
    Quem deve tentar ludibriar, de novo, o povo catarinense, é o sr. Colombo e comitiva....!
    12º- Nós repomos os dias paralisados, desde que nos pague o que lhe é devido por Lei.
    13º-A culpa insofismável da inviabilidade do ano letivo está NAS MÃOS DO GOVERNO. Este (des)governo é muito capcioso, além de coagir professores pelos seu gerentes e diretores a retornarem ao trabalho desmoralizados.
    14º-E por último.... COMANDO DE GREVE, não retornaremos se não forem aceitas nossas propostas, afinal a implantação do Piso Nacional já foi esticado para 10 meses... é o extremo do máximo que podemos fazer.
    Não adianta nos chamar para a Assembléia Estadual, nestes termos do governo, que o referendo certamente será NÃO.
    - Cara amiga Alvete, como proposto é bom que a colega como nossa representante, poste uma opinião sem oferecer julgamento de juízo, pois a Assembléia é soberana em suas deliberações. Haveria muitas colocações, mas pauto-me no referendado na última Assembléia, com pontos isolados passíveis de serem discutidos.
    Força, estamos aqui para deliberar com o mundo das ideias e não no troglodismo assumido por este governo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Temos que PARAR a capital!
    Acho que poderíamos levar roupas e outros acessórios em desuso para doar ao brechó dos professores no acampamento!

    ResponderExcluir
  3. REGIONAL DE TUBARÃO, decidiu pela continuidade da GREVE em assembléia hoje a tarde!

    ResponderExcluir
  4. oi por favor alguém sabe algo sobre os descontos? Cadê a folha suplementar? já passou das 18h di dia 04/07 ou era mais uma mentira.....

    ResponderExcluir
  5. Profª Helena diz:
    Se aceitarmos voltar e permitir que a medida provisória vire lei complementar votada pela assembléia, estaremos sepultando nosso plano de carreira, haja vista que não há um compromisso do governo, nem a curto, nem a médio e nem a longo prazo de recompor nossa tabela salarial tal como era. Este foi o comentário durante o ato unificado em frente a SDR de Florianópolis. Certamente, nosso colegas estão corretos. É bom que todos saibam que se voltarmos sem a garantia de termos nossa tabela restituída, correremos o risco de ficar sem ela para sempre.

    ResponderExcluir
  6. Colegas, pelo que entendi, não há um compromisso do governo em restituir nossa tabela como era. Se aceitarmos voltar às aulas e permitir que a medida provisória vire lei complementar, nossa tabela será sepultada para sempre. Pensemos nisso!!!!!

    ResponderExcluir
  7. SOU PROFESSOR DA EEB. GOV. IVO SILVEIRA,

    ESTOU INDIGNADO, NADA DE PLANO DE CARREIRA, NADA DE RESTITUIÇÃO QUANTO AOS DIAS PARADOS,TIVE DESCONTA DE R$ 700,16 NO MES DE JUNHO, HOJE 04/06/2011 AS 18:46, NENHUM RETORNO NA MINHA CONTA BANCÁRIA, CADE O MEU DINHEIRO QUE TENHO DIREITO, A PRESTAÇÃO ESTÁ ATRASADA, QUEM VI PAGAR OS ACRÉSCIMOS?

    A GREVE DEVE CONTINUAR SIM

    ResponderExcluir
  8. RETIFICANDO COMENTÁRIO

    HOJE DIA 04/07/2011

    QUEM VAI PAGAR OS ACRÉSCIMOS DAS MINHAS CONTAS?

    ResponderExcluir
  9. Lamentável e revoltante o que estamos passando caros colegas professores!Penso que esse é um momento crucial da luta e não podemos nos deixar abater!Precisamos ter clareza que a nossa luta é pelo Piso e Plano de carreira.Discutir direitos já adquiridos?Porque?
    Temos que colocar em pauta o que realmente interessa!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Luis Schneider / Passo de torres4 de julho de 2011 19:16

    primeiro nunca entrei na greve por regencia isto é uma discussã desfocada e tomara a Deus não seja levada a assembleia pois estamos aqui unica e excluisvmente pelo PISO SALARIAL E CARREIRA SE voltarmos agora podem esquecer nossa tabela salarial e colcarmos rapidnhe O rabinho entre as pernas e começarmos a voltar aprender a dizer AMÉM pra tudo e não é isto q mostrou e este movimento mas sim mudanças de atitudes a greve segue nos queremos prazos definidos pra o piso e a carreira q seja em dez quinze mas q defina e amarre isto no papel carimbado e assinado abraços

    ResponderExcluir
  11. É GREVE!!!, É GREVE!!!, É GREVE É GREVE É GREVE!!!
    Companherada do OESTE vamos continuar na LUTA!!!

    ASSEMBLEIA ESTADUAL "CONTINUIDADE DA GREVE"

    GOVERNO COLOMBO SERÁ VENCEDOR???

    ResponderExcluir
  12. Sofia de Seráfia4 de julho de 2011 20:31

    colegas do magistério,
    Até poderemos voltar as salas de aula e voltar de cabeça erguida pois o desgaste que fizemos deste desgoverno é fantástico. Agora toda Santa Catarina sabe como é aplicado o dinheiro do FUNDEB e como está a qualidade do ensino e das escolas catarinenses. Impeachment pro Colombo e sua corja!

    ResponderExcluir
  13. Oi pessoal, para mim VITÓRIA é o pagamento do piso e a regência paga integralmente. Caso contrário continuamos em GREVE!!!!!!!!!!

    Abraços,

    Prof. Angela - APAE de São José

    ResponderExcluir
  14. Já escrevi para o log do Moacir e repito aqui, para que entramos em greve? Cadê o cronograma de pagamento do piso, mesmo que seja parcelado, desde que não se confunda com o aumento de 22% previsto para 2012?Como podemos aceitar essa proposta se até agora ganhamos quase nada de aumento real?
    Colegas! Chegamos até aqui, portanto não devemos recuar agora,quando pensamos que não aguentamos mais, sempre temos mais um pouco mais pra dar. Força para que permaneçamos em greve!
    Boa noite a todos!

    ResponderExcluir
  15. Annamaria professora de Palhoça4 de julho de 2011 22:55

    O comentário anterior é meu.Nos mantenhamos firmes, meus colegas e companheiros de luta.

    ResponderExcluir
  16. Caros Colegas, perceberam que não há um real compromisso do governo em restituir nossa tabela como era. Se aceitarmos voltar às aulas e permitir que a medida provisória vire lei complementar, nossa tabela será sepultada para sempre.
    Para que entramos em greve? Cadê o cronograma de pagamento do piso? Mesmo que seja parcelado, desde que não se confunda com o aumento de 22% previsto para 2012. Como podemos aceitar essa proposta se até agora ganhamos quase nada de aumento real?
    Colegas! Chegamos até aqui, portanto não vamos recuar agora! Vamos permanecer lutando e em GREVE!

    ResponderExcluir
  17. LUIS SCHNEIDER ; PASSO DE TORRES5 de julho de 2011 21:00

    por favor alguem me explica, sou efetivo a 27 anos 10 G e eu tive um aumento real de xxxx entre aspas por que se pegarmos o valor bruto meu aumento não existira, agora me pergunto e os ACTs: pois foram eles que puxaram a greve com toda a coragem e contra todas as ameaças governamentais, até q ponto o sinte e o tal de comando pensou neles q lutaram por nós e hj vão encerrar o ano ganhando bem menos, e o governo terá uma grande economia em janeiro e fevereiro pra fazer fundo de caixa, putz isto chega a ser revoltande, sabermos q nossa ¨presidenta do sinte¨ passa nas regionais dizendo q tivemos ganhos e manda seus asseglas nas regionais pra garantir isto. é triste e ainda colocam q como bons soldados o que não somos, deveiramos saber a hora de recuar me perdoem mais uma vez o sinte por que não escreve mais em maiscula deu sinal de que esta direcionando totalmente o fim da greve, não sei qual o interesse mas o esta fazendo por algo que um dia gostaria de descobrir ( famosos coisas obsucuras q se descobrem anos depois, tipo uma eleiçao pra vereador, pra deputado ou algo maior )

    ResponderExcluir
  18. Pasmem, saber como e aplicado o dinheiro do Fundeb me deixou muuuuuitoooooo indignada. Meu Deus perderam de uma vez toda a vergonha. Nao sei mais o que nos salva. Talvez uma luta sangrenta.

    ResponderExcluir
  19. Andrea( APAE DE FLORIANÓPOLIS)6 de julho de 2011 00:37

    Passados 50 dias de greve o que nos resta, acabar com a greve sem garantir a que viemos?? Cadê a implantação do piso? O que se viu na proposta do SR Governador foi colocar em foco a regência. Ué, estou cega, surda, esclerosada? QUEM DISSE QUE ELA ESTAVA EM PAUTANA NAS NOSSAA REIVINDICAÇÕES? E PISO TOMOU DORIL??? A greve deve continuar e mais forte do que nunca!!! Vamos a luta colegas!!! Agora é a hora de mostrarmos a nossa força!!!

    ResponderExcluir