quarta-feira, 29 de junho de 2011

Decisão judicial determina devolução dos descontos

Acabamos de receber informação sobre decisão judicial favorável à devolução dos descontos efetuados pelo Governo do Estado na folha de pagamento do mês de junho para os trabalhadores em educação que estão em greve.

Esta decisão também determina que o Governo do Estado deve rodar uma folha suplementar e fazer a devolução destes valores em até três dias, a partir da publicação da sentença.

A Assessoria Jurídica do SINTE/SC está preparando um parecer mais detalhado sobre esta decisão judicial e, em breve, divulgaremos mais detalhes através do blog e do site do SINTE/SC.

12 comentários:

  1. Podem imformar o número do processo pra gente acompanhar e divulgar a decisão pelo tribunal de Justiça.

    ResponderExcluir
  2. beleza...

    recebmos a ligação direto do comando de greve...todos juntos na luta!

    ResponderExcluir
  3. uruuuuuuuuu
    Vamos continuar firmes gente, tudo está a nossa favor! E agora ou nuncaaa!

    ResponderExcluir
  4. vamos a luta companheiros!!! essa é só a primeira de muitas vitórias que virão.
    MIKAIL

    ResponderExcluir
  5. por: Duda Vieira

    Em Cartaz: O PASTELÃO CATARINENSE: Paciência tem Limite.

    Queridos professores, Pastelão é aquela modalidade de cinema onde o ator principal, para criar uma cena de riso, sofria algum revés, torta na cara, queda, balde de água, chute, etc., objetivando criar um clima de humor e forçar a platéia a rir.
    O que os catarinenses estão assistindo nos primeiros seis meses de Governo Colombo/Pinho Moreira é digno de um filme de Stan Laurel e Oliver Hardy (O gordo e o Magro) com todo o respeito que os verdadeiros artistas merecem.
    Os artistas catarinenses iniciam o filme propondo uma economia de 1 bilhão de reais. Roteiro simples de materializar, não nomear secretários nem comissionados e deixar a saúde, educação e segurança (coadjuvantes) a pão e água nos três primeiros meses e o resultado é 1 bilhão de economia.
    O pastelão segue com a discussão sobre a fundação de um novo partido. Quem lidera o processo em Santa Catarina? Raimundo Colombo, com apenas 120 dias de vitória do partido Demo, ex PFL, ele o abandona. Todas as energias estão canalizadas para o novo partido. A cena hilária, o tapa na cara da platéia, é que até defunto assinou a ficha de fundação do novo partido.
    Surdos e mundos aos reclames da platéia, ignorando uma lei Federal, questionada pelo próprio governo estadual, estoura a greve dos nossos mestres e professores. Para gerar a cena de humor o artista principal, Sr. Colombo, viaja para Europa, deixado a frente das negociações Pinho Moreira/Tebaldi e Dechamps, um trio que nos lembra outro trio, ahhh lembrei, os três patetas (Moe, Larry e Cutly). Nova cena de riso, os três bolam uma medida provisória estipulando o piso do magistério, o filme termina com a platéia (professores) AREMESSANDO um enorme não na cara dos artistas principais, sendo aplaudidos de pé pela sociedade catarinense. O trailer do próximo filme: O Gordo e o Magro em Brasília. A cena de riso e humor e o famoso passa fora (pé na b..) que os dois personagens recebem no Ministério da Educação, pois o roteiro continha cenas de desvios de finalidade do FUNDEB, naturalmente que os financiadores do FUNDEN não aprovaram a arte final.
    E o roteiro de cenas que nos fazem rir continuou, e o povo catarinense assistindo a tudo, incrédulo com tamanha versatilidade dos atores Colombo/Pinho Moreira/Tebaldi/Dechamps/Serpa/Ubiratan Rezende, para fazerem graças.
    Novo Pastelão protagonizado novamente pelos três patetas (Colombo/Pinho Moreira/Tebaldi: Rei morto, Rei Deposto” Chamar o Comando de Greve para nova negociação, sabendo-se que o Governador e Tebaldi no Oeste, Pinho Moreira, na formatura da filha, e delegar a quem não tem poder nenhum de negociar (Dechamps) é sem dúvida mais um pastelão. Até quando irão brincar com a paciência da sociedade catarinense?? Até quando pretendem humilhar os nossos professores??
    O valoroso diferencial do atual movimento pela transformação e valorização da educação catarinense liderado por nossos mestres é que o componente político partidário deu lugar a manifestação de caráter cívico, onde cada um e de cada uma dos que estão engajados nessa luta que não é somente por salário, mas sim por dignidade, respeito, amor próprio, amor pelo próximo, amor pelas nossa crianças e adolescentes.



    Senhores Professores, essa greve vai ter um fim, mas os ensinamentos ficarão para sempre. Que fique a lição dos nossos mestres. Sempre que um governo tirano se recusar a cumprir uma lei, relega-los a segundo plano, ou ousar não recebe-los para dialogar ou atender reivindicações justas, vocês já temos o roteiro de um épico histórico nas mãos, cujo final é a nossa sociedade que definirá.
    Professores em Greve, com a paciência se esgotando, continuo apoiando essa luta.

    Duda Vieira – Florianópolis - Servidor da Saúde

    ResponderExcluir
  6. E agora Senhor colombo? Como vai sair dessa? Porque agora o movimento se fortalece ainda mais. Que azar hem? Nada ajuda as patetices desse Governo. Que a lei seja apenas cumprida, nada mais.... Professor tem de voltar às salas de aula com dignidade, tem de mostrar e dar exemplo para seus alunos que com organização consegue-se mudar os rumos de uma sociedade totalmente voltada a interesses de poucos ( políticos ). É preciso força pra não se submeter a qualquer migalha que estão oferecendo. O Professor é tão ou mais digno do que qualquer outra profissão. É preciso acordar pra isso.....

    ResponderExcluir
  7. Por tudo o que é mais Sagrado neste mundo, pelo Amor de Deus, tem ainda alguma coisa a ser feito??? Agora ele já entrou com liminar!!!! o que é isso???? Só nós PROFESSORES para ter esperança vivendo no BRASIL!!!! onde os políticos podem tudo, até quando vamos suportar e ser EDUCADOS?????

    ResponderExcluir
  8. Colombo, por dignidade pague o piso é lei não lute contra, não seja marionete nas mãos do sr ministro Luis Henrique este está com os dias contados na política; o povo não vai ser burro eternamente este está se politizando... Fora Luis Henrique!!!

    ResponderExcluir
  9. Não utilize o nome de Deus para juntar a esta política suja que não valoriza o profissional mais importante de uma sociedade!!! Fora maldade humana vão lá enfrentar uma sala de aula com alunos que não valorizam o seu professor, tem preguiça de fazer trabalhos, não estudam para provas, praticam bullying o tempo todo e com todos.

    ResponderExcluir
  10. Sr. Duda, obrigada pelo apoio. Nós não esqueceremos disso. Suas palavras são plenas de verdades. Desculpa, o momento é sério, mas lembrar os 3 patetas me fez rir sonoramente. Ao menos isso, já que o governador está brincando de ser governador junto com seus secretários. A educação, a saúde e a segurança deveriam ser prioridades, mas...

    ResponderExcluir